Ler Inglês é Fundamental para o Desenvolvedor!

(This post is in the Portuguese category. Apologies to my English-reading friends, but the topic is the importance of reading in English!)

Você é ou pretende ser um desenvolvedor de software? Você precisa ler e escrever inglês. Se você não se interessa em ler inglês, não pretende aprender, ou acha que pode aprender mais pra frente, então, talvez você precise procurar outra carreira… Deve haver alguma profissão em que ler inglês não seja importante. Desenvolvimento de software não é uma delas…

Imagine você, desenvolvendo em Java, e precisa usar uma biblioteca. Na sua ferramenta de desenvolvimento, você digita o nome de um objeto e um “.” para ver os métodos que pode utilizar… E vê algo assim:

MetodosEJavaDoc

Quem não tem fluência no inglês, fica perdido… É como se fosse uma espécie de analfabeto no mundo da programação. E isso é o básico. Sem falar em aprender através de artigos na Internet, acesso a livros, participar de projetos open source, trocar experiências com outros desenvolvedores, e muito mais.

Não dá pra fugir: é sua obrigação como desenvolvedor ler inglês tão bem quanto você lê português. E também escrever inglês… Pelo menos tão mal quanto você escreve português! (É, eu sei… escrever bem não é o nosso forte…)

Não deixe para amanhã. E não fique tentando aprender só no trabalho, com livros e artigos técnicos. As dicas são simples, qualquer um pode seguir. Se você já sabe um pouco, é mais fácil. Mas mesmo que você não saiba nada, você pode mudar a sua carreira de desenvolvedor nos próximos poucos meses, seguindo 4 dicas simples!

Dica #1: Leia em Inglês algo que Você Goste

Começe com algo simples, que seja voltado para pessoas de vocabulário médio. Livros leves para crianças e adolescentes são uma boa pedida (Harry Potter, The Hobbit, I Robot, Percy Jackson, Narnia). Escolha coisas que você gosta, como livros de ficção, de esportes, culinária, revistas em quadrinhos, livros de RPG, artigos sobre filmes, sei lá! Algo que voce goste e queira ler. E leia em inglês. Leia com dicionário do lado (um dicionário no seu celular ajuda!), traduzindo palavra por palavra se for o caso. Leia. E quando acabar, leia outro. E outro. Quanto mais você ler, menos palavras precisará traduzir. Lembre-se, seu objetivo tem que ser ler inglês tão bem quanto você lê português, por isso você precisa ler muito. Se possível, abandone a leitura do português um pouco: leia notícias, blogs e tudo o mais em inglês.

Faça isso por no mínimo uma hora por dia. Leia por 25 minutos, focado, sem interrupções. Se for interrompido, começe o tempo de novo. Pare, descanse por 5 minutos: leia email, vá beber água, assista um filme no YouTube (ei! 5 min só!). Faça mais 25 min de leitura. Focado. Faça isso todos os dias, pelo menos até você conseguir ler um livro recorrendo pouco ao dicionário. Nessa uma hora, não leia coisas técnicas nem nada relacionado ao trabalho, muito menos algo que você tenha um prazo. Leia algo que você queira! Ao ler algo que você gosta e se interessa, você não vai considerar isso obrigação, e vai fazer até nas horas vagas e fins de semana. É isso mesmo: todos os dias. Quanto você puder. Esse é um investimento que vai mudar sua carreira como desenvolvedor, então, quanto mais melhor!

Dica #2: Assista Filmes em Inglês, Legendados em Inglês

Assisitir filmes em inglês, legendados em inglês também ajuda bastante. Mas você precisa ter um pouco de vocabulário pra começar, senão, não dá pra entender nada, e não tem como usar o dicionário. Observe que o objetivo é treinar a leitura! Por isso, leia a legenda! O filme ajuda porque são diálogos mais curtos, menos descrições, o visual dá o contexto, te obriga a ler rápido. Assista o mesmo filme várias vezes. Assista filmes que você já assistiu em português. Repetição é importante, é por isso que as crianças gostam tanto de ver o mesmo filme milhões de vezes! Assista algo que você goste, mas procure desenhos animados e coisas pra crianças e adolescentes. Não faça isso com filmes densos, policiais, de mistério, com diálogos difíceis e trocadilhos… Filmes leves e divertidos te ajudam a continuar.

Dica #3: Instale o Jogo Duolingo

Baixe no seu celular o jogo gratuito “Duolingo“. Sempre que quiser jogar um joguinho, jogue o Duolingo. Na fila do banco. Enquanto espera o ônibus. No elevador. Enquanto espera o build terminar… O Duolingo é um jogo feito para ensinar línguas. É viciante, divertido, e realmente funciona. Só cuidado que uma hora de Duolingo não substitui a sua hora de leitura. Use ambos!

Dica #4: Aprenda as Palavras mais Usadas do Inglês

Rubens Queiroz de Almeida publicou na Unicamp um estudo em ’99 mostrando como é possível aprender a ler inglês em 4 meses. A idéia é bem bacana e vai na linha do dicionário que falei acima. Ele pegou as 2000 palavras mais usadas no inglês (ordenando todas as palavras de todos os livros do Projeto Gutenberg) e criou um programa de ensino onde você aprende as palavras na ordem que elas são mais usadas, e publicou um livro sobre isso. A idéia é boa, e se você combinar isso com a dica de ler algo que você goste e queira (porque só ficar lendo palavras é beeeeem chato…), isso vai te dar um foco excelente no seu aprendizado! Você pode baixar uma versão gratuita do livro com as primeiras 750 palavras, que já é um bom começo!

Dica extra: Projeto Gutenberg

Vale um parênteses aqui… O Projeto Gutenberg é o mais antigo projeto colaborativo da Internet, e fornece dezenas de milhares de livros gratuitos, em formato texto, ebooks e até audio books. A maioria dos livros está em inglês, e você pode ler maravilhas da literatura infanto juvenil como Alice’s Adventures in Wonderland, Grimms’ Fairy TalesPeter PanThe Wonderful Wizard of OzThe Life and Adventures of Robinson Crusoe e Aesop’s Fables. Ou então clássicos da literatura e da ficção científica como The Time MachineThe War of the WorldsThe Adventures of Sherlock Holmes. Alguns, como Around the World in Eighty Days, estão também disponíveis em audio books que você pode usar para treinar seu ouvido! Tudo isso de graça, presente de milhares de voluntários. Escolhe um desses, e começe seu estudo!

Sem Inglês Não Dá… Eu já Passei por Isso!

Quando eu aprendi inglês, eu não sabia dessas dicas… Eu era muito ruim em inglês… Estudei o primeiro grau em uma escola que ensinava francês e quando mudei de escola, apesar de ser um aluno razoável no geral, quase reprovei de ano por não saber inglês. Minha mãe tentou e depois me tirou de um curso externo de inglês porque o professor disse que ela estava jogando dinheiro fora: eu não aprendia nada, e só ia mal nas provas…

Mas eu jogava um jogo chamado “Advanced Dungeons & Dragons“, o AD&D, uma espécie de “avô” dos RPGs modernos. Não existiam livros em portugês, e  jogávamos com cópias xerox trazidas por um amigo meu, que, filho de diplomatas, estudava na Escola Americana. Eu sempre queria ser um “Magic User” (na época não chamava “Mage” nem “Wizard” ainda), que era o personagem que mais precisava do inglês: tinha que ler e conhecer um monte de mágicas! Até hoje eu tenho os livros, com páginas inteiras traduzidas palavra a palavra (escrito em letras minúsculas entre as linhas). Quando eu tive a oportunidade de passar um tempo nos Estados Unidos, eu falava pouco, entendia quase nada, mas tinha muito vocabulário e lia inglês com fluência suficiente para ir à escola. Sem saber e sem querer, eu tinha aplicado as dicas desse artigo, e já não era analfabeto em inglês, o que me permitiu realmente aprender inglês!

Minha filha passou por algo similar. Só que em vez de um jogo, ela curte música. E lia (e traduzia palavra por palavra) todas as músicas em inglês que gostava. Lendo e ouvindo música, ela conseguiu um vocabulário de dar inveja. Hoje, com 15 anos, eu passo pra ela livros e textos, que ela acha que não vai conseguir ler, mas lê sem nenhum problema. Ela lê e resolve pendências no Issue Tracker da empresa, que estão todas em inglês. Isso sem nunca ter feito curso de inglês fora da escola. No mês passado, ela fez uma prova para entrar oficialmente em um curso de inglês, e entrou direto no penúltimo ano do curso avançado. Lendo e ouvindo música.

Hoje o inglês é parte fundamental da minha carreira. Foi por ler e escrever inglês que eu pude me envolver com Java quando a tecnologia se tornou pública em ’95, quando tudo que existia era um site e uma lista de emails. Ser capaz de aprender as tecnologias Java enquanto elas são criadas, através das discussões e especificações do JCP sempre me deram uma vantagem competitiva, e me permitiram crescer na profissão como desenvolvedor e evangelista. E vai ajudar você também a crescer na sua carreira!

Leia!

Resumo: leia em inglês. Tudo. Pare de ler em português por um tempo. Leia com dicionário do lado, coisas que você gosta de ler, para que você faça isso com prazer e não como obrigação. Uma hora por dia. Todos os dias. Não se preocupe o quanto você leu, o importante é fazer por pelo menos uma hora.

É isso. Não dói, garanto. Daqui a 4 meses, quando você estiver lendo em inglês assim como você lê em português, você vai descobrir novos horizontes para a sua carreira!

É só querer. E ler! Vale a pena.

About these ads

About Bruno Souza

Bruno Souza Open Source Communities Gardener, Java Developer, Technology Evangelist, the Guy with the Flag.
This entry was posted in Portugues and tagged , . Bookmark the permalink.

6 Responses to Ler Inglês é Fundamental para o Desenvolvedor!

  1. rafael says:

    Apenas uma dica sobre a tradução das palavras em inglês. É mais interessante que se aprenda a definição das palavras mesmo, assim o cérebro não irá virar um tradutor e sim um interpretador, o que diminui consideravelmente o tempo com que se recebe a informação e se consiga uma resposta.
    Exemplo de um tradutor: Lê a palavra em inglês, traduz para o português, entende, traduz para o inglês, output.
    Exemplo de um interpretador: Lê inglês, entende em inglês, output.
    Vale a pena aprender da forma correta.

    • Bruno Souza says:

      Boa dica Rafael: procurar pensar em inglês é o ideal. É um pouco difícil quando se está começando (como você entende a definição em inglês tendo pouco vocabulário…), mas fica mais fácil com o passar do tempo. Por isso o livro sobre as palavras mais comuns da língua inglesa é bacana: ele traz cada palavra com a tradução, mas com exemplos práticos de uso, o que ajuda no entendimento e na fixação!

      • rafael says:

        Correto Bruno, para os iniciantes fica difícil mesmo, entretanto conforme o tempo for passando, o ideal é fazer tudo em inglês e deixar o dicionário en-pt de lado.

        Parabéns pelas dicas.
        []‘s

  2. marcos says:

    Uma coisa que procuro fazer quando não sei o significado de uma palavra é procurar a definição no dicionário americano (no kindle tem o da oxford gratuito) só se eu não entender a explicação eu busco a tradução da palavra no dicionário en-pt.

    E lembrando que hoje inglês em alguns lugares não é nem considerado segundo idioma, é o que você tem que saber e pronto.

    • Bruno Souza says:

      É isso mesmo Marcos. No desenvolvimento de software, ler e escrever inglês é fundamental. Alguns podem não gostar, ou fazer questão de promover o português. É importante não misturar as coisas. O português é uma língua riquíssima, e é maravilhoso que todos nós já a conheçamos. Mas, o inglês é a língua da programação. Temos que estar alfabetizados nela se queremos ser desenvolvedores de software.

  3. Pingback: A polêmica questão do Stack Overflow em português | MayogaX Dev Blog

Comments are closed.